Aporte #7/360. Dias de Matrix.

Há algumas décadas, meu pai, preocupado com minha segurança, assinou um seguro de vida. Não era muita coisa, pois ele ainda tinha baixo poder aquisitivo. Todavia, já pensava em minha segurança. Sou muito grato a ele.

Quando ele morreu, fui buscar o seguro e descobri que já haviam sacado o dinheiro e pensei: “tudo bem, vocês sabem que pagaram errado e agora basta pagar pra pessoa certa”. Não era bem assim. A empresa alegou que a pessoa tinha uma procuração minha e, de fato tinha, só que era pra resolver coisas ligadas a um processo específico e não para pegar o meu seguro.

Agora, após muitos anos, estamos em fase de execução. Nos cálculos de meu contador, a empresa me deve algo em torno de R$ 187.000,00. Recebi semana passada R$ 127.000,00. Porém, novamente os malditos advogados, ficaram com grande parte. Recebi R$ 96.000,00. Agora, já pedimos a diferença. Como estamos em fase de execução, as coisas tendem a andar mais rápido.

Estou pagando contas atrasadas: lote, faculdade e outros. Dei belos passeios, comprei roupas novas (adoro camisas polo). Descobri que as polos da Aleatory caem muito bem em mim :). Comprei sapato na Mr. Cat e quero comprar umas 2 calças jeans bacanas. Sai com minha família em gastei R$ 30,00 com sorvetes. Comprei o Chromecast. Vou comprar sofá, materiais escolares e um monte de coisas assim. Estes são dias de Matrix.

Hoje vou transferir R$ 15.000,00 para a corretora e amanhã transfiro o que sobrar desses dias de gastos e reequilíbrio das contas. Posteriormente, terei que tirar um pouco pra finalizar o acabamento da minha sala comercial. Enfim, ter as contas ajustadas me deu uma sensação muito boa. Me fez perceber que minha vida realmente é ótima e que só falta um pouco de segurança financeira pra ficar perfeita.

Estou adiantando esses R$ 15.000,00 para comprar algumas ações. Vou comprar R$ 10.000,00 de BBDC3 e talvez R$ 5.000,00 de WIZS3. O resto aplicarei em títulos públicos e será meu colchão de liquidez. Assim que eu fizer a transferências e as compras, edito este post, que ficará com o nome Aporte #7/360. Dias de Matrix. [EDITADO]. Abaixo colocarei a carteira atualizada.

Meus amigos, sigam com fé, amor e paz. O caminha é longo e prazeroso. Aprendamos com cada erro, mas não nos deixemos nos iludir. As pessoas próximas de nós valem muito mais que qualquer fortuna. Até.

 

Aporte #6/360. Carteira de FIIs definida. Novo emprego.

Este mês dei uma remexida na carteira. Bateu uma ansiedade para formar logo a carteira e dei uma girada. Que novato nunca fez isso? Eu vendi DIVO11 meio que no zero a zero nominal e comprei 21 cotas de ABCP11, mesmo estando bem acima de seu valor patrimonial. Com o aporte do mês (R$ 350,00) e uns restinhos que eu tinha na corretora, comprei 1 cota de FIIP11B e 1 cota de KNRI11. Pronto, montada a carteira. Seguem as compras do aporte.

Ativo Qtde Preço (R$)
FIIP11B 1 197,49
KNRI11 1 149,89

Um dia desse perguntei ao Tetzner o que ele achava dessa carteira, afirmou que era “bastante conservadora”. Não sei se isso é bom ou ruim de fato, mas é melhor do que algo como “no! Good, please! no!”. Meu objetivo agora é que os FIIs consigam prover a taxa de custódia da Socopa, que é de R$ 10,00. A formação ficou interessante pra mim. Ficaram 2 cotas de shopping (FIGS e ABCP), 1 cota de logística pura (FIIP11B), 1 cota de laje corporativa pura (FFCI) e 1 cota 50%-50% laje escritório (KNRI11). Ou seja, só tem shopping, laje e logística na carteira. Segue a carteira.

Ativo Quantidade Vl. Total (R$) Participação %
Sala Comercial 1 120.000,00
ABCP11 21 342,51 19,7%
FFCI11 2 360,00 20,8%
FIGS11 5 392,10 22,6%
FIIP11B 1 194,00 11,2%
KNRI11 3 446,19 25,7%

Normalmente posto na segunda, mas não tive tempo ontem, porque mudei de setor. Aqui, tenho maiores perspectivas de aumento salarial. A promessa é que eu ganhe uma gratificação de cerca de R$ 2.500,00 se cumprir algumas missões. Nada mal para quem visa fugir da corrida dos ratos.

Como eu venho dizendo, estou utilizando a regra 50-15-35 de orçamentação, que divide as despesas em 50% essencial, 15% financeira e 35% estilo de vida. Esse dinheiro extra ficará fora dessas margens. Utilizarei-o como bem entender. Quando efetivamente eu começar a receber esse valor, direcionarei-o para pagar os empréstimos e outras dívidas atrasadas. Depois, dividirei esse valor tentando formar uma reserva de emergência e investir. Será um grande avanço. Como diria o Máscara, “mas primeiro!”. Antes de tudo, tenho que produzir o que me foi solicitado para ganhar. Enfim, em breve conseguirei.

Desculpem pelas mal escritas linhas. Estou completamente sem tempo. Abraço companheiro!

Aporte #5/360

Cada vez mais vem a minha mente a saudável estrutura financeira de orçamento equilibrado, reserva de emergência e investimentos. Sou pai de família e tenho entre 30 e 40 anos. Não posso mais vacilar. Não posso mais deixar o orçamento se desequilibrar um mês sequer. Porém, anos de desajustes comportamentais fruto de ansiedade e da ignorância financeira não são reparados de uma hora para a outra.

Eu já tenho o conhecimento, agora estou pondo em prática a missão de organizar as finanças da minha família. O endividamento das famílias cresce e atinge 58,2%. Está certo, eu não deveria estar nesse meio, mas estou. Como sempre, temos duas escolhas: aumentar as receitas ou diminuir os gastos. Não é possível diminuir os gastos, pois a maioria deles é financeiro e o consumo propriamente dito é diminuto.

Parece óbvio que quanto mais nos endividamos, mais nos endividamos, mas não só é possível sentir os efeitos do endividamento sobre as famílias passando pela situação, que é o meu caso. Só me restou aumentar as receitas. Neste mês, pedi o adiantamento do meu décimo terceiro. O interessante é que não há desconto algum, ou seja, é lucro solicitar o adiantamento, uma vez que temos um valor nominal futuro já no presente.

Dessa forma, a minha receita este mês foi bem maior que a normal. Paguarei todas parcelas e empréstimos atrasados, exceto as da minha faculdade e PAGUAREI O CARTÃO DE CRÉDITO. Todos os meses eu pago a fatura do cartão, mas dessa vez é especial, já que com o excedente deste mês poderei consumir sem utilizar a função crédito, mas apenas débito. Resumindo, em tese as coisas melhorarão muito. Sigo o meu plano de ação.

Sinto-me piloto de uma aeronave com o motor em pane, mas com a fé de que o pouso será seguro. Já possuo conhecimento para sair dessa Matrix que a cultura e os bancos me impuseram. Outra coisa que seguirei à risca é a regra 50-15-35. Como vou equilibrar, ainda que tropegamente, as finanças, preciso mantê-las saudáveis.

Estipulei (50-15-35) R$ 2.800,00 para as despesas “essenciais”, R$ 1.400,00 para despesas financeiras/investimentos e R$ 2.800,00 com despesas de “estilo de vida”. Hoje, pagarei as despesas essenciais: água, energia, telefone, academia, aluguel e etc. Pago também os empréstimos. Enfim, as coisas estão melhorando.

Recebi uma carta da Rio Bravo convocando para uma Assembléia cuja finalidade é a contração de 100:1 nas cotas. Como tenho apenas 190, compro mais 10 para inteirar as 200. Compro também 5 cotas do FIGS.

Ativo Qtde Preço (R$) Total (R$)
FFCI11 10 1,85 18,50
FIGS11 5 67,00 335,00

Acho o FFCI muito interessante, mas o FIGS é para especular e aproveitar a RMG. Meu atual objetivo é atingir proventos mensais suficientes para comprar pelo menos uma cota a mais por mês dos FIIs que giram em torno dos R$ 100,00. Então, meu patrimônio está em:

Neste mês estou pondo à prova meus conhecimentos adquiridos nessa highway financeira. Adoro a blogsfera. Ontem li um post em algum dos blogs vizinhos e me lembrei de algo muito importante. O DINHEIRO NÃO É REAL. Eu entendo, o dinheiro não é real. O que existe é produção, consumo e patrimônio. Eu acredito nisso. Nos próximos meses, espero ter tido sucesso com o novo cargo que almejo. Nos vemos.

Ativo Quantidade Vl. Total (R$) Participação %
Sala Comercial 1 120.000,00
DIVO11 10 358,70 26,2%
BRCR11 3 307,68 22,4%
FFCI11 200 370,00 27%
FIGS11 5 335,00 24,4%

Espero controlar as finanças e receber minha herança. Com as finanças controladas, sairei da corrida dos ratos. Com a minha herança, darei volume ao patrimônio. Abraço!

Aporte #4/360. Aguardando decisão judicial.

Olá, não pretendo escrever muito, mas apenas expor os acontecimentos dos últimos dias e a situação atual. No post anterior, falei que haviam levado o meu carro. O juiz julgou o caso em apenas 1 hora a meu desfavor. Estava almoçando e um oficial de justiça disse que se não déssemos o carro ele iria chamar a polícia e arrombaria a porta. Todavia, alguém que eu não esperava, me ajudou muito.

Não tenho uma boa relação com minha mãe, mas ela me causou surpresa semana passada. Ela e meu irmão vivem bem às custas da pensão de meu falecido pai. Eu não tive isso. Consegui tudo com meu próprio esforço. Agora, talvez por remorso, ela me fez uma surpresa. Fez a doação de um imóvel. Está enroscado na justiça, mas me deu. Esse imóvel tinha R$ 17.000,00 na conta da imobiliária, advindo de aluguéis atrasados. Quitei judicialmente o carro e, desde quinta espero o julgamento do juiz. Pois é, o juiz demorou 1 hora pra julgar a meu desfavor e em 5 dias ainda não decidiu a meu favor, uma vez que já quitei o carro.

Gostei da forma como as pessoas se propuseram a ajudar. Alguns ofereceram dinheiro, outros ajuda com transporte. Enfim, fiquei muito agradecido por saber que há pessoas que se preocupam comigo e com minha família. Como tive que pagar R$ 16.000 para o juiz (depósito judicial) e R$ 2.000 para o advogado, estou liso (this is bad). Não tenho como fazer um aporte financeiro.

O aporte deste mês será esse imóvel. É uma sala comercial. Ele foi adquirido em 2007 pelo valor de custo de R$ 120.000. Ainda falta o acabamento. O atual locatário alugou o imóvel com a única finalidade de ter um endereço comercial e não precisava de estar acabado. Essa doação chegou em boa hora. Precisava de dinheiro, pois iriam leiloar o meu carro. A financeira pode emitir nota fiscal. Ela poderia emitir uma nota fiscal de R$ 5.000,00 e dizer que eu ainda devia N mil reais a ela. Absurdo. Enfim, tudo está melhor que na semana passada. Segue o aporte.

Ativo Qtde Preço (R$) Valor (R$)
Sala Comercial 1 120.000,00 120.000,00

Não vou detalhar muito a carteira com gráficos nem nada devido a sua pequenez. No futuro, farei algo mais bacana. Segue a carteira.

Ativo Quantidade Vl. Total (R$) Participação %
Sala Comercial 1 120.000,00
DIVO11 10 382,10 36,6
BRCR11 3 321,00 30,8
FFCI11 190 340,10 32,6

Mudança de mentalidade e aporte #3/360

Estive bastante ansioso esses dias por que tem muita coisa pra rolar. Tem processo que está no fim e tem muito dinheiro na jogada. Estou controlando as minhas calorias para ganhar peso com qualidade. Registrando receitas e despesas, cotações, análises e outros registros.  Sabe, é muito melhor ter um sistema que focar no objetivo (ler).

Registrava tudo e nada mudava. Eu sabia o que estava acontecendo. Afinal, eu registrava tudo, mas nada disso respondia minhas perguntas. Como vou conseguir saldar minhas dívidas? Como vou conseguir comer de forma decente? Quanto de água ingerir? Quanto estudar para melhorar de vida? Chega. Não registro mais nada. Implanto sistemas.

Projetei a minha dieta e tento seguir. Se não der, paciência. Incorporei vários alimentos no dia a dia, incluindo várias fontes de proteína. Estou me sentindo bem. Eu não tenho mais meta de caloria, proteína, gordura e carboidrato. Eu simplesmente como o que planejei comprar no horário em que planejei comer. Tem iogurte que eu aprendi a fazer, leite, carne, panqueca (ovo cozinho é muito enjoativo) distribuídos durante o dia. No fim do dia, já ingeri bastante coisa legal.

Com relação às dívidas, eu registrava tudo em aplicativo. Eu sabia todas as minhas despesas, mas isso não fazia com que eu gastasse menos. Só fazia aumentar a minha ansiedade por acompanhar o progressivo esvaziamento de meus recursos. Até que então pensei no seguinte sistema: tudo que eu quiser gastar, gastarei no fim de semana. Então no sábado e domingo eu faço compras, pago contas, abasteço, compro minha cervejinha, passeio, vou à cafeteria, à conveniência, compro cheeseburgers. Enfim, gasto à vontade no fim de semana. Durante a semana, nada. Tem dado certo. Não acompanho nada, nem registro nada, porém as despesas se tornaram menores que as receitas. Sistema implantado com sucesso.

Uma coisa que estava me deixando muito estressado eram os estudos para me tornar auditor fiscal. Havia colocado como meta ser aprovado em 2018 no concurso da Receita Federa. Isso estava me matando. Fiquei estressado demais e improdutivo demais. Parei, pensei e implantei um sistema: vou estudar as disciplinas para os concursos fiscais e, quando eu souber o suficiente, eu passarei. Simples.

Enfim. O aporte deste mês foi no FFCI11 (Rio Bravo Renda Corporativa). Eu já vinha acompanhando esse FII a um bom tempo e resolvi adquiri-lo. Comprei 190 cotas e sobrou um trocado na conta.

Papel Qtde Preço (R$) Valor (R$)
FFCI11 190 1,79 340,10

Me sinto satisfeito com a aquisição. Agora a quantidade de dinheiro alocada em FII ultrapassou a de colocada em ETF, então mês que vem colocarei em ETF novamente. Embora a rentabilidade do mês tenha sido incrível: BRCR11 saiu de R$ 96,00 em janeiro para R$ 107,00 agora em fevereiro, fora os proventos que somam R$ 5,11. O DIVO11 também foi excelente, acompanhando o ibovespa. Mas quer saber? Chega de metas. Não me estresso com isso. Vou apenas aportar, registrar apenas o que está sendo aportado, a carteira e alguns outros detalhes.

Papel Quantidade Vl. Total (R$) Participação %
BRCR11 3 321,00 30,8
DIVO11 10 382,10 36,6
FFCI11 190 340,10 32,6

A carteira ainda está muito pequena, então não há muito o que comentar. A única meta que permanece é de ter 50% de DIVO11 a fim de ter uma diversificação entre classes de 50-50%. Se você está lendo por que quer acompanhar, fico feliz. Sinto que aqui na blogosfera o pessoal se ajuda. Força!

Aporte #2/360

Este mês resolvi diversificar adquirindo ações. Como não posso comprar lotes completos de ações devido ao pequeno montante do aporte, resolvi comprar um lote do ETF DIVO11, que segue o índice das ações de maior distribuição de dividendos. Acredito que as ações que compõe este índice possuem qualidade superior que as que compõem o BOVA11.

Papel Qtde Preço (R$) Valor (R$)
DIVO11 10 35,97  359,70

A carteira ficou com o BRCR11 (saiu o relatório de Janeiro) e o DIVO11. Vou manter a carteira apenas com esses dois ativos todo o ano de 2017. Afinal, os aportes são de pequeno volume e eventual perda decorrente da falta de diversificação não causará tanto dano. Além disso, fica bem fácil de acompanhar os relatórios mensais do FII.

O relatório do BRCR11 já expressa os novos estoques de imóveis em São Paulo, bem como as poucas negociações no Rio de Janeiro. Também afirmam que têm muito caixa, além de grande potencial de alavancagem, mas preferem esperar oportunidades para adquirir novos imóveis. Segundo o cálculo da administradora, o retorno do papel é superior ao do CDI, líquidos de impostos: não informou o período.

Os papéis que compõem a carteira estão indicando que terão um bom desempenho este mês. Então, o fechamento tende a ser só alegria. 🙂 Até!

Aporte #1/360

Semana passada fiz o primeiro aporte rumo a independência financeira e, conforme o planejado, separei R$ 350,00 e transferi por TED à Socopa. Desse dinheiro adquiri 3 quotas do BC Fund (BRCR11) e não paguei corretagem (a corretora não cobra nessa modalidade de investimento). Comprei cada cota por R$ 96,66, sobrando R$ 59,94 em caixa.

Papel Qtde Preço (R$) Valor (R$)
BRCR11 3  96,66  289,98

No final do mês, farei o fechamento do mês já incluindo a variação desses papéis adquiridos e os proventos deles advindos.