LEIA! O não aumento da renda e a desonestidade que corrompe o setor público + Aporte #20/360

Se você achou o título meio clickbate, tem razão.

Essa era de fato a minha intenção.

A minha intenção é expressar o meus sentimentos após a reunião de hoje.

Em posts anterior, que foram apagados por mim, eu disse que estava pleiteando um aumento no órgão em que trabalho, mas não disse faticamente como. Segue.

Exerço atribuições que são previstar EXCLUSIVAMENTE em um cargo em comissão específico do órgão há mais de um ano.

Porém, nunca me nomearam.

Uma mulher, em outro setor, entrou para realizar atividades de nível médio e foi nomeada nesse mesmo cargo que eu pleiteio.

Fiquei muito sentido e fiz uma petição administrativa evidenciando que o cargo somente poderia ser exercido no setor em que trabalho, bem como que eu já realizava todas as tarefas.

Na petição afirmei que um cargo é formado pelo binômio responsabilidade-remuneração. A remuneração é devida para quem exerce as atribuições dele, que representam a responsabilidade.

Resumindo, a moça, que não é efetiva, está recebendo além do que deveria e eu a menos. Quem trabalha sou eu, mas quem recebe é ela (!).

Hoje, meu chefe me chamou em uma reunião afirmando que conversou a tarde toda com o chefe maior deste antro de desonestidade.

Segundo meu chefe, o maioral achava que eu estava “revoltado” e que meu boss teve que me defender bastante para explicar que apenas queria o que eu via como meu direito.

Achei até justo, mas ao final meu chefe afirmou:

– Disse para ele: olha, pode até arquivar que não haverá problema nenhum.

Apertamos as mãos e eu sai.

Ao fim e ao cabo, mais uma mulher comissionada.

Adoro as mulheres e seus talentos, mas cada caso é um caso.

Ora, ela não exerce o cargo, como pode ganhar?

Em vários setores do órgão mulheres ganham comissões enormes sem ter, nem mesmo, o conhecimento técnico do setor, que retribuem em forma de favores sexuais.

Há também amigos e familiares que ganham enormes comissões pelo simples vínculo social.

E os homens e mulheres dignos que trabalham e não ganham o devido?

Para que criar leis para depois desrespeitá-las?

Se o cargo só pode ser exercido em um setor tendo esta norma previsão no próprio regimento interno, há razoabilidade de interpretação que era isso mesmo que deveria ocorrer.

Então, é o fim da busca de aumento de renda neste órgão. Vou continuar estudando para concursos e somente vou esperar aumento neste âmbito.

Estou bastante chateado em saber que processo não adianta pra nada, que o direito não adianta para nada, que leis não adiantam e que o setor público é um antro de prostituição e de nepotismo.


Sobre o aporte, comprei CCRO3. Como disse no aporte #19, estava já de olho e não aguentei. Segue a carteira.

Segue a carteira atual.

ABCP11 752 BBDC3 31 CCRO3 67 CIEL3 41 EGIE3 200 FIIB11 5 FLRY3 200 HYPE3 100 IRBR3 300 ITSA3 1.123 KROT3 61 LEVE3 19 MALL11 5 MDIA3 100 ODPV3 700 RADL3 15 SAPR11 200 UGPA3 18

 

Anúncios

Aporte #19/360

Estou muito focado nesses concursos novos que saíram e não estou tendo muito tempo para pensar em finanças. Este aporte é fruto de dividendos que recebi da Engie e da Sanepar. São duas empresas que gosto bastante: energia e saneamento. Afinal, todos precisamos desses serviços.

Com esses proventos comprei 5 cotas de MALL11. Não pretendo ter muitos FIIs na minha carteira, mas gosto deste. Seu único ativo é o Maceió Shopping. O fundo está realizando nova emissão e espero que o novo ativo tenha boa qualidade e um bom cap rate. Se eu não gostar, saio.

Segue a carteira atual.

ABCP11 752 BBDC3 31 CIEL3 41 EGIE3 200 FIIB11 5 FLRY3 200 HYPE3 100 IRBR3 300 ITSA3 1.123 KROT3 61 LEVE3 19 MALL11 5 MDIA3 100 ODPV3 700 RADL3 15 SAPR11 200 UGPA3 18

Quando digo que não estou pensando em finanças, estou apenas exagerando. Não consigo parar de pensar em como seria bom ter uma bolada para comprar CCRO3 e KROT3. Está bom demais para ser verdade.

 

Aporte #18/360

Se for para comprar, que seja barato. Bastter diz que o preço não importa, mas Luiz Barsi e Warrent Buffet dizem que sim. Adivinha quem tem razão? O Bastter, porque sou um idiota e não gênio como Barsi e Buffet :). Zoeira. Gênio ou não, quero comprar barato ou pelo menos ter essa sensação.

Hoje, comprei 61 papéis KROT3. Ora, com um VPA de R$ 9,54 e um LPA de R$ 1,13, não tenho dúvidas que pagar R$ 10,90 por KROT3 seja um bom negócio, haja vista R$ 9,54 + R$ 1,13 igual a R$ 10,67. Para mim, não há nada melhor no momento. Aqui perto a Unopar está construindo um prédio. Eu fico imaginando que agora uma porção de um dos azulejos é meu. Cuidado com ele! Carteira:

ABCP11 752 BBDC3 31 CIEL3 41 EGIE3 200 FIIB11 5 FLRY3 200 HYPE3 100 IRBR3 300 ITSA3 1.123 KROT3 61 LEVE3 19 MDIA3 100 ODPV3 700 RADL3 15 SAPR11 200 UGPA3 18

Ações brasileiras, dólares e recomendações de bancos de investimento

Uma imensa parcela da propriedade das ações brasileiras está nas mãos de estrangeiros. Maior até que a parcela dos nacionais. Isso significa que, quando o câmbio sobe, é por que o dolar está ficando mais escasso aqui dentro. Ou seja, american dollars going away from here.

Por que os dólares vão? Os bancos de investimentos americanos dizem: invistam! Eles investem. Os mesmos bancos dizem: cuidado! Eles tiram o dinheiro daqui, o que enseja a queda da bolsa e a elevação do câmbio.

Ações que caíram como KROT3, RADL3 e UGPA3 quase certamente estavam valorizadas pelas doletas. Quando os dólares voltarem, BOOM!

Estudo para concurso

Atualmente, resta pouco para que eu feche o edital, mas esse fato enseja o aumento da preguiça, bem como o atraso do fechamento do próprio edital. Preciso quebrar esse círculo vicioso que está se formando.

Falta apenas as exatas: matemática, mat. financeira e estatística (essa é maldita!).

Quando eu for auditor e puder investir R$ 5.000,00 por mês, poderei focar em entender melhor o mercado e começar a pensar em rentabilidade, pois por enquanto estou no estilo semi-bastter.

LEVE3, FRAS3 e TUPY3 – Final Round

Por enquanto, ficarei apenas com LEVE3. FRAS3 vai ficar para depois e TUPY, N-U-N-C-A. Por que?

Ora, TUPY compra insumos e agrega valor construindo componentes de motores. A Vale é uma vendedora de commodities. O problema é que TUPY tem um ROE de 8% e Vale tem um de 10%. Como pode uma indústria que praticamente não agrega valor ao que extrai da terra e que utiliza maquinário e mão de obra de forma massiva ter um ROE superior a uma indústria que, em tese, gera valor. Não sei e nem quero saber.

Aporte #17/360 com serviço LEVE3 e FRAS3

Desculpe o trocadilho com leve e trás, mas quis perder a chance. Aproveitei e comprei um pouco de LEVE3. Ela está com um bom Dividend Yield mesmo com um payout relativamente pequeno. Este é um indicador de que o preço está convidativo para mim. A próxima deve ser a FRAS-LE (a única que vou excluir é a Tupy).

Não gosto de falar de valores, mas quero externalizar minha frustração. NÃO CONSIGO CHEGAR NOS MALDITOS R$ 90.000,00. Como o mercado de renda variável, pois ele varia. Um colega de trabalho me perguntou a minha rentabilidade, disse que não me importava com isso e é fato. Porém, quero os 90!

Todos os meses venho depositando e em vez de meu patrimônio subir financeiramente, cai. Uma certeza que eu tenho é de que meu patrimônio em valor está subindo. Outra certeza é de que a renda passiva deste ano já ultrapassou a renda passiva de 2017. Excelente indicador (indicador indica, não dá certeza).

Nesse momento de queda vejo várias oportunidades. É uma pena não ter uma rapa de tacho para comprar uns papéis. UGPA, BBDC, RADL e CIEL insistem em cair. Destes, o que mais me agrada é BBDC.

Acredito que o meu papel que mais caiu até o momento foi o HYPE3. Meu preço médio é de R$ 36,00 e eu poderia comprá-lo por R$ 26,00 hoje. Que pena que me falta renda fixa. Vou trabalhar isso ano que vem, além da reserva de emergência. Segue o jogo.

ABCP11 751 BBDC3 31 CIEL3 41 EGIE3 200 FIIB11 5 FLRY3 200 HYPE3 100 IRBR3 300 ITSA3 1.000 ITSA9 23 LEVE3 19 MDIA3 100 ODPV3 700 RADL3 15 SAPR11 200 UGPA3 18

Aporte #15/360

Desde que descobri o maravilhoso mundo do secundário fracionáŕio, comecei a adquirir frações de lotes de ações. Isso me deixou bastante feliz. A cada dia aprendo mais vivendo o mercado, lendo blogs de colegas e refletindo sobre tudo isso. Estou muito grato por me ajudarem a entender o jogo do dinheiro.

Hoje li um post do Viver de Construção que falava de um bloguei antigo chamado Boris: Um Milionário em Ações: O Exímio Investidor e Blogueiro Boris Ananenko. Vou separar um tempo para reler e refletir sobre o texto. Aprendi muito. Gostei da estratégia do tal do Boris e, realmente, lembra a estratégia do Luiz Barsi Filho.

Acredito que todo investidor tenha a sua própria estratégia. Umas mais caóticas, outras mais organizadas. Umas mais técnias, outras mais simples. Todavia, como sabemos, o principal é aportar o quanto pudermos.

O que foi ressaltado no texto e, por vezes, me faz pensar bastante é: o que é um setor perene? Um setor perene seria aquele que sempre foi usado pela humanidade? Seria aquele que provavelmente continuará a ser usado pela humanidade? Seriam os setores subpenetrados? Isso ainda fará minha cabeça doer, mas estou aprimorando o meu entendimento e percebendo que um dia estarei afiado como uma navalha.

Enfim, chega de papo furado. Comprei 17 ações de Unipar Carbocloro. Não tinha nenhuma petroquímica em mente, então escolhi a Unipar. O EV/Ebitda está muito pequeno e a companhia não para de gerar valor e ter o lucro aumentado. Seus produtos parecem atender a ideia de perenidade.

506 de ABCP11
20 de CGAS5
200 de EGIE3
2 de FIIB11
23 de FIIP11B
200 de FLRY3
100 de HYPE3 (Na minha visão, a empresa que irá me dar mais retorno)
300 de IRBR3 (espero que a expansão para o mercado internacional continue)
1.023 de ITSA3 (falta liquidar as 23)
100 de MDIA3 (imagino quando chegar a época de aumentar o payout)
700 de ODPV3 (asset light)
200 de SAPR11 (A única ação que sinto desconforto)
17 de UNIP6
9 de VISC11

Aporte #14/360

Este mês, aportei 10 ações de CGAS5F. Quando juntar suficiente, vendo CGAS5 e compro CGAS3, porque prefiro as ordinários. Aquela velha história: ninguém corta na carne. Depois da experiência com as conversões de SAPR3 para SAPR11 percebi que ações preferenciais não são um bixo de 7 cabeças, apenas mais arriscadas. Todavida, com um trade-off de receber mais dividendos. Enfim, quando eu tiver um lote padrão, troco.

Paguei um ágil de centavos e isso me fez pensar sobre a maior atração dos fundos imobiliários, que  pra mim é, justamente, a possibilidade da compra unitária. Ora, o tal ágio do mercado fracionário é mínimo. Então, será que vale a pena não comprar ações quando não se tem o dinheiro para comprar o lote inteiro? Acredito que não.

Quando eu comparo FII com ações, tenho a visão clara de que os primeiros são para aumentar o fluxo financeiro no curto e no médio prazo, ao passo que estas servem para a mesma coisa, mas com o prazo médio para longo (carrego). Enfim, poderia desenvolver mais, mas minha cabeça dói devido aos excessivos estudos que tenho feito a fim de ser aprovado na receita federal.

A carteira está:

505 de ABCP11
10 de CGAS5
200 de EGIE3
2 de FIIB11
23 de FIIP11B
200 de FLRY3
100 de HYPE3
300 de IRBR3
1.023 de ITSA3
100 de MDIA3
700 de ODPV3
200 de SAPR11
9 de VISC11

Aporte #13/360, primeira sangria, cargo novo e outras cositas

Tenho andado meio sumido da blogsfera porque tenho estudado muito, bem como não está sobrando dinheiro para a portar. Estudo focado na receita federal e o conteúdo é muito extenso. Atualmente, sinto-me estafado só sonhando sobre o dia em que terei R$ 10.000,00 por mês para aportar.

O começo do ano foi difícil. Minha esposa, quis voltar a estudar e havia R$ 4.000,00 em parcelas atrasadas. Paguei tudo e ainda comprei uma bicicleta de R$ 1.600,00. Mês cabuloso em gastos. Agora, estou administrando esse déficit para não entrar no vermelho de forma sistemática.

Tenho vindo pedalando ao trabalho. Isso tem me aliviado muito com as despesas. Deixei a gasolina do carro por conta da esposa (gira em torno de R$ 800,00). Isso vai me trazer certo alívio no médio e longo prazo, pagando a bicicleta e gerando um pequeno superavit.

Infelizmente, realizei a minha primeira sangria. Vendi um lote de EGIE3. Que pena! Se deve ao fato de insistência de minha esposa para pagarmos algumas contas. Isso já era previsível. Ela não enxerga empresas ou a nossa previdência privada, mas um monte de dinheiro. Estou trabalhando isso para que não ocorra mais. Passei 6 meses aportando R$ 600,00, o que equivale a um lote de EGIE3. Ou seja, perdi 6 meses de minha vida financeira.

Finalmente acabou o empréstimo que fiz para comprar gado e, embora a operação tenha me dado prejuízos para todos os lados, aprendi na pele algo valioso: INVISTA SOMENTE NAQUILO QUE VOCÊ CONHEÇE. O contrário, não faz sentido. Comprei o gado barato e vendi mais barato ainda, além de ter gastado dinheiro para tratar e para manter o pasto (um gado foi sacrificado com esse fim). Agora, resta apenas um empréstimo. Essa fato também trará alívio às estressadas contas.

O pior é que meu imóvel está com um inquilino problemático. Tenho pagado o condomínio para cobrar futuramente cobrança judicial. Agora, nem mesmo o aluguel ele está pagando. Vou aguardar acumular para cobrar judicialmente e, quando eu vencer, vou fazer o acabamento da sala. Condomínio e aluguel giram em torno de R$ 1.600,00 ao mês. Em um ano terei algo próximo de R$ 20.000,00, faço o acabamento e alugo para alguém menos FDP.

Uma boa notícia é que vou ganhar um novo cargo até o mês que vem: receitas aumentando certa de R$ 1.300,00 líquido. Ufa! Salvo pelo gongo! Se não fosse isso, certamente seria o fim da linha para o mobral aqui (não fiz mobral, mas fiz supletivo).

Resumindo:

  • O empréstimo acabou, então vai sobrar mais R$ 500,00 todo mês;
  • O inquilino que já não pagava o condomínio, agora, já não paga o aluguel: a renda vai diminuir R$ 1.000,00. Entretanto, tenho o direito de receber esses valores no futuro;
  • Minha esposa voltou a estudar, a mensalidade é cerca de R$ 1.000,00, o que vai apertar as coisas;
  • Meu novo cargo vai me trazer de renda uns R$ 1.300,00 líquidos de impostos;
  • Minha bike vai diminuir drasticamente as despesas com o carro, aliviando algo em torno de R$ 600,00 ao mês, já que vou continur ajudando, mas sem pagar tudo.

Significa que as coisas vão melhorar cerca de

500 – 1.000 – 1.000 + 1.300 + 600 = R$ 400,00.

Devido a todos esses eventos extraordinários, o aporte do mês será magro. Apenas R$ 180,00. Será destinado para a subscrição de 23 ações de ITSA3 ao preço de pouco mais de R$ 7,00 cada uma. A carteira, após toda essa sardinhagem ficou:

503 de ABCP11
200 de EGIE3
2 de FIIB11
23 de FIIP11B
200 de FLRY3
100 de HYPE3
300 de IRBR3
1.023 de ITSA3
100 de MDIA3
700 de ODPV3
200 de SAPR11
9 de VISC11

Tenho mexido na carteira por ainda estar encontrando o meu jeito de investir. Tenho uma vontade cada vez maior de me livrar de empresas que dependem de concessões estatais como EGIE3 e SAPR11, mas enquanto houver dúvida, permanecerei com elas. Atualmente, sonho com ABEV3, ALUP11, BBDC3, BBAS3, NATU3, JSRE11, RNGO11, MALL11 e SDIL11. O que me falta, ainda é o dinheiro. Abraço a todos!