Comecei a investir esse ano e o que mais me chamou atenção foi a constante necessidade de buscar conhecimento. Cada coisa que eu aprendo indica que devo aprender mais para tomar decisão de forma consciente. Então, tento escrever sobre assuntos que estão na minha linha de aprendizado. Esta semana, escrevo sobre a estratégia do preço médio e seus impactos.

A preocupação de não comprar no topo e de não vender no fundo é fustigante. Com isso em mente, observei vários professores como o Bastter e o Tetzner afirmando como nunca se deve entrar ou sair bruscamente de um ativo; a compra e a venda de um ativo deve ser paulatina, sistemática. Sempre me perguntei o porquê disso. Depois de muito refletir, achei a resposta: justamente para evitar a compra no topo ou a venda no fundo.

Todo iniciante acredita na ideia de comprar na baixa e vender na alta. Esse é um pensamento óbvio. Porém, de difícil execução, pois nunca se sabe qual o real valor de um ativo e, portanto, nunca se sabe se este título está caro ou barato. Veja, nem o próprio contador tem com precisão o valor patrimonial da entidade que controla, imagine o pequeno investidor.

Nesse contexto, entra a estratégia de compra conhecida como preço médio. Tal método consiste na compra sistemática de títulos mobiliários por valor e intervalo de tempo pré-determinados. Utilizando a estratégia do preço médio, seria bastante improvável que tanto a compra seja realizada sempre no topo, quanto a venda, sempre no fundo. Assim, essa técnica auxilia investidor que não possuem conhecimento suficiente para detectar os melhores momentos de entrar ou sair de um ativo.

O preço médio é calculado como a média aritmética dos preços pagos nas diversas compras de determinado título. Por exemplo, se uma cota foi comprada por R$ 10,50, outra por R$ 15,00 e outra por R$ 20,50, o seu preço médio é de cerca de R$ 16,00. Com essa informação, é possível verificar a rentabilidade da carteira, pois se o valor de mercado da cota for R$ 17,60, significa que houve uma rentabilidade de 10% sobre os R$ 16,00. Assim, fica fácil notar que a partir do preço histórico, obtém-se o preço médio e é possível aferir a rentabilidade da aplicação.

A avaliação do Dividend Yield (DY) pode ser calculado com base no preço médio e com base na cotação atual. Ao aferir o DY frente ao preço médio, temos uma avaliação de rentabilidade da ação. Entretanto, ao calcular o DY do papel frente à cotação atual, temos um indicador que nos possibilita uma reflexão sobre manter ou não a posição no papel: há papéis que me oferecem melhor retorno? Para aqueles que focam nos dividendos, esses dois DYs são relevantes para reavaliar a posição.

No que tange ao Imposto de Renda, tributo de competência da União, a sua base de cálculo é justamente o valor da venda dos papéis que forem vendidos acima do preço médio (no caso das vendas ultrapassarem R$ 20.000,00 no mês). Embora seja interessante a utilização do preço médio na avaliação da rentabilidade e no cumprimento de obrigações fiscais, tal estratégia deve ser refutada como forma de reduzir o prejuízo na aquisição de títulos que caem de valor.

Há pessoas que acreditam que comprar papéis de sua carteira que estão se desvalorizando irá diminuir o prejuízo, o que não é verdade. De fato, o preço médio irá cair, uma vez que os papéis estão sendo adquiridos por um preço abaixo que antes, porém o prejuízo na compra dos primeiros papéis será mantido. Não há mágica, apenas um problema de interpretação dos números.

Enfim, dos vários pontos analisados, o mais importante é ir se posicionando ou se desfazendo da posição vagarosamente, seja observando o preço médio ou não. Deixo um vídeo do Bastter descrevendo cada um dos aspectos de aplicação do preço médio. Como sempre, drástico, ele afirma que o preço médio não serve para nada além do IR. Enfim, vale a pena conferir.

 

Anúncios

3 comentários em “Preço Médio no Mercado de Capitais

  1. Pelo jeito você deve ser novo no mundo da renda variável.

    Vou elencar alguns contrapontos em relação as besteiras do bastter:

    1 – Tem como estimar por meio de analise quantitativa, qualitativa , mercado, setorial = Preço justo dos ativos.

    A metodologia usada se chama valuation ! Porém tal metodologia não é acessível aos amadores por exigir muito estudo e tempo.

    Não se trata de formulinha matemáticas de DFC, vai desde de ir na empresa fisicamente até estudar concorrentes , posicionamento e estratégia do gestor.

    Preço médio para grandes fundos e investidores é apenas um dos fatores ! Eles se interessam pelo valuation do ativo ao montar grandes posições.

    A metodologia de compras regulares a qualquer preço, mais conhecida como Fazer preço médio possui diversas falhas.

    Primeiro fator: Se você comprar um longo período de bull market com preço cada vez mais elevados, seu preço médio será alçado para lua, na dúvida faça os cálculos em uma planilha de simulação.

    Quanto mais dinheiro você tem em uma empresa, mais dinheiro você precisa para seu preço médio ficar próximo ao valor de mercado.

    Ex: Supondo que você fique 3 ou 4 anos fazendo compras regulares, adiante esta empresa fique ruim.

    Seu preço médio foi alçado nas alturas e você não vai possuir dinheiro suficiente para conseguir jogar seu preço médio para linha de corte.

    Sendo assim você vai ter de vender tal empresa com grande prejuizo.

    Quando se esta operando grande você não pensa em preço médio, mas sim em volume!

    Esta metodologia é falha a partir do momento que você opera volumes cada vez maiores.

    Esta metodologia Ignora o conceito principal para minimizar perdas em renda variável: Margem de segurança.

    Todos Estudos tem como base o mercado americano! A maior parte dos seguidores antigos do bastter esta com prejuizo homérico por seguir tal metodologia no Brasil.

    Quando mais ações do índice você possui mais próximo a média de mercado sua carteira fica.

    Investidor profissional trabalhar com precificação e valuation .
    Preço médio serve para apurar lucro presumido e rentabilidade ! Preço médio não serve para nada só no mundo de faz de conta do bastter.

    Abraço

    Curtido por 1 pessoa

    1. Desculpe por não ter aprovado seu comentário antes. Cara, você não sabe, mas sou seu fã rs. Vou digerir mais seus pontos nesse comentário e responder no fim de semana. Quando eu for mais avançado, quero saber como você consegue 2% ao mês. Meu sonho!!! Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s