Na série de posts ligados à demonstração do resultado do exercício, além de ter introduzido noções iniciais, passamos por alguns estudos de caso como Brasil Foods, AmBev e JBS. Neste post, será demonstrado como é feito o cálculo de vários tipos de lucros: bruto, operacional e líquido.

Como se sabe, a demonstração de resultado de exercício é um relatório verticalizado cujo resultado em determinada linha impacta na linha seguinte, ou seja, os cálculos possuem uma sequência pré-determinada (a mesma do título). Nesse contexto, o estudo dos tipos de lucros também seguirá a sequência. Posteriormente, será demonstrado como se calcular as respectivas margens.

Cálculo e significado do Lucro Bruto

Basicamente, o lucro bruto é a receita líquida deduzido o custo da mercadoria vendida ou do serviço prestado. Isso significa que para calcular o lucro bruto, faz-se necessário dois componentes: a) a receita líquida de vendas; e b) o custo da mercadoria vendida ou serviço prestado.

Lucro Bruto = Receita Líquida de Vendas – Custo da Mercadoria ou do Serviço

O leitor há de se atentar para a primeira linha da demonstração contábil que estará sendo analisada, haja vista o cálculo do lucro bruto necessidade da receita líquida e não da receita bruta. Na maioria das demonstrações encontradas nos hot sites da relação com investidores das empresas da B3 já consta na primeira linha a receita líquida, embora não seja identificada dessa forma. Para diferenciar essas receitas, basta observar a linha que se segue. Caso seja o custo do produto ou serviço, trata-se da receita líquida. Isso se deve ao fato da receita líquida ser a receita bruta deduzida de descontos, impostos e abatimentos. No caso desses itens não estarem exposto, conclui-se pela receita já líquida deles.

O lucro bruto representa qual o retorno da empresa sob o exclusivo ponto de vista da venda da mercadoria. Em outras palavras, quanto os produtos ou serviços da entidade retorna para a entidade. Utilizando os dados da JBS, última empresa estudada, temos a receita líquida de R$ 170.380,50 e o custo da mercadoria vendida de R$ 149.066,70 (em milhões). Assim, o lucro bruto é igual a R$ 170.380,50 menos R$ 149.066,70 que resulta em R$ 21.313,80. Observa-se pela pequena margem bruta, uma vez que R$ 21.313,80 dividido por R$ 170.380,50 resultando em 0,125, ou seja, 12,5%. Aparentemente, não há muito espaço para erros operacionais.

Cálculo e significado do lucro operacional

O lucro operacional é obtido em estágio posterior ao do lucro bruto, uma vez que sua fórmula faz uso do lucro bruto. O operacional tem esse nome por que considera apenas o resultado operacional contra o lucro bruto. Dessa forma, acaba sendo mais realista que o lucro bruto quando se trata de resultados, haja vista deduzir das receitas líquidas, além dos custos do produto ou serviço, o resultado operacional.

Todas as vezes que se trata de resultado,  subentende-se que há o confronto de receitas e despesas, ou seja, devemos subtrair das receitas, as despesas. Portanto, resultado operacional é a receita operacional menos as despesas operacionais.

Lucro Operacional = Resultado Operacional +/- Outros Resultados Operacionais +/- Resultado Não Operacional

O ponto em que há uma complicação é determinar o que são esses três componentes. O artigo 11 do decreto lei 1598 que é “lucro operacional o resultado das atividades, principais ou acessórias, que constituam objeto da pessoa jurídica”. Já a lei 6404, que trata das demonstrações contábeis, não menciona tal lucro. Enfim, não entraremos em discussões doutrinárias, mas registramos que não há consenso do conceito na legislação brasileira e, por isso, as demonstrações contábeis variam tanto de forma.

Nesse contexto, apenas para fins didáticos, conceituamos resultado operacional a receita operacional menos as despesas operacionais. O resultado operacional é o lucro bruto menos as despesas operacionais: as administrativas e as com vendas.

Resultado Operacional = Lucro Bruto – Despesas Administrativas – Despesas com Vendas

Os outros resultados operacionais possuem a mesma dinâmica do resultado operacional, porém advêm das atividades secundárias das empresas. Já o resultado não operacional é o resultado, confrontação de receitas e despesas, que é fruto de transações não incluídas na atividade principal ou acessória da entidade como a venda de um ativo imobilizado.

Com vistas a ilustrar, a Grendene comercializa calçados e essa é a sua atividade principal: ela compra matéria prima e vende esses produtos (atividade principal). Recentemente, comprei um calçado para o meu filho e acabei por adquirir, também da Grendene, uns brinquedinhos de algum material borrachudo. Tal produto, certamente, é uma atividade secundária da empresa, pois havia uma vinculação entre o brinquedo e o calçado. Como exemplos de receita não operacional temos a venda de algum equipamento utilizado na produção dos calçados, a venda de uma marca e o resultado de equivalência patrimonial. Tal resultado será estudado em post específico.

Calculo e significado do lucro líquido

O lucro líquido é o último que será encontrado nas demonstrações de resultado do exercício. Esse lucro representa o retorno financeiro das vendas da entidade após a dedução dos custos da produção dos produtos ou serviços, do resultado das operações e do resultado financeiro.

Lucro Líquido = Lucro Operacional +/- Resultado Financeiro

O Brasil vem passando por um cenário de grande desemprego, corrupção generalizada no setor público e crescimento desconsiderável. Estamos sob o domínio do crime. Nesse contexto, a economia não consegue o desenvolvimento esperado e há consequências para o setor privado. Boa parte das entidades negociadas na B3 está endividada e, por isso, é interessante a análise do lucro operacional, do resultado financeiro e do lucro líquido para vislumbrar a situação financeira da entidade.

Mesmo que o lucro operacional da entidade seja expressivo, se houver endividamento, o lucro líquido poderá ser até mesmo negativo, ou seja, pode haver prejuízo. Como já deve fácil se supor, o resultado financeiro é a diferença entre as receitas financeiras e as despesas financeiras. Os principais símbolos das receitas ou despesas  financeira são os juros.  Como os juros do país são altos, as despesas financeiras que começam a progredir merecem extrema atenção.

O lucro líquido é dividido em dois momentos: antes dos impostos (IR e CSLL) e depois deles. A margem líquida, normalmente, é calculada com o lucro líquido depois dos impostos. Alguns investidores compram ações apenas de empresas que possuam margem líquido superior a 20%. Obrigado pela visita e até a próxima.

 

 

 

 

Anúncios

4 comentários em “Demonstração do Resultado do Exercício – O que é e como calcular o lucro bruto, o operacional e o líquido #4/10

  1. Fala Maestro!

    Esta sua séria está bem bacana!! Parabéns!!

    PS: Vc conseguiria facilmente, depois de terminá-la, revisá-la e quem sabe condensar em um e-book. Ficaria bacana o trabalho final.

    Abraços

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s