É mais do que natural as pessoas e mesmo os especialistas afirmarem que uma das fases do planejamento para ser aprovado em um concurso público é a escolha do cargo. Porém, não creio que escolher o cargo seja o mais inteligente, mas avaliar qual você terá mais chance de ser aprovado.

Existem vários fatores que dirão qual o cargo mais indicado para o seu perfil. Não adianta querer ser juiz sem ter formação em direito. Também não adianta querer ser policial não tendo uma boa condição física. Não adianta querer trabalhar no Senado não gostando do CESPE (ou CEBRASPE), pois essa será a banca do certame. Acredito que eu já tenha conseguido mostrar o meu ponto.

Proponho o seguinte:

  1. Avaliar o seu background. Você sempre gostou de que disciplinas na escola? Qual a sua formação? O que você anda se interessando? Em que disciplina você tem mais facilidade? Avalie seus pontos fortes e fracos;
  2. Avalie o volume de estudos necessário. Você não estuda pra concurso e quer ser aprovado como Analisa Administrativo do TRT. É possível, mas você terá que estudar como se sua vida dependesse disso ou ser um gênio. Não é inteligente. Estude para um cargo que exija menos disciplinas para estudo e seja menos concorrido;
  3. Mensure seu desempenho com a banca. Esse ponto é muito importante e nunca vi alguém mencionar. CADA PESSOA LIDA MELHOR COM CADA TIPO DE BANCA. Por exemplo, eu sou excelente em CESPE. Meu desempenho é muito superior ao da maioria das pessoas nessa banca. Esse é inclusive um erro de estratégia, haja vista eu ter escolhido a área fiscal, que é dominada por FCC e ESAF e sou péssimo nelas.

Os dois pontos podem varias bastante. Se você está sendo sustentado e não tem pressa, não se preocupe. Aprenda todas as matérias que forem necessárias sem se incomodar com o volume de estudos ou seu background, porque sempre há tempo para mudanças e aprendizado. Agora, com relação ao terceiro ponto, por favor, acredite em mim. Se não acreditar, verifique o seu desempenho em várias disciplinas em várias bancas.

O correto seria eleger algumas disciplinas como Português, Raciocínio, Informática, Direito Constitucional e responder centenas de questões. Posteriormente, verificar qual o percentual de acerto em cada banca. Onde se é melhor Português? E Informática? Enfim. Deve ser o suficiente para avaliar o próprio desempenho.

A dica relativa à banca é importante por que a nossa maneira de pensar não muda. Se temos uma facilidade natural para acertar mais questões de uma banca por que prestar concurso para outra? No meu caso, eu ainda não havia pensado nisso. Foco na área fiscal no longo prazo, então espero me adaptar à FCC. Era isso. Obrigado pela visita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s