Segunda, dia 27 de março, meu filho ficou doente e todos ficamos muito mal. Não fui trabalhar e nem fiz nada cotidiano. Esse era o headline do dia. Na terça, na hora do almoço, eu e alguns familiares nos reunimos para conversar e, quando estava começando a saborear minha refeição, a campainha toca. Um oficial de justiça disse que veio buscar o meu carro e que se eu não entregasse, chamaria a polícia que arrombaria a porta e o tomaria. Tudo isso na frente de meu filho de 3 anos e minha esposa, grávida. O banco Santander é péssimo. Ano passado atrasei a parcela uns 20 dias e me ligaram perguntando se eu queria devolver o carro. Soou como piada.

Bem, voltando a história um pouco, preciso contar o motivo de eu ter atrasado o pagamento do financiamento. Em 2007 meu pai faleceu. Aproximadamente 1 ano depois, descobri uma apólice de seguro de vida de meu pai e eu era o beneficiário. Na Sul América, a seguradora, questionei como eu poderia obter o valor da apólice e com a mesma surpresa que eu descobri que eu era o beneficiário, descobri que a empresa já havia pago o seguro. O problema que ela pagou para outras pessoas. Como sempre, não adiantava brigar. Procurei um advogado e entre com uma ação da justiça (prefiro escrever com letra minúscula). Em dezembro de 2016 o juiz, em decisão favorável a minha pessoa, determinou o pagamento atualizado somado à multa. O prazo para a Sul América me pagar terminou no início de janeiro de 2017. Em contato com a minha advogada, perguntei quantos anos ainda iria demorar no que ela me respondeu: no máximo sexta está na conta.

Com dinheiro em mãos, iria quitar o carro. Esse era o meu planejamento. Esperei e o dinheiro não caiu. A execução que seria rápida, já se arrasta por meses. Resolvi voltar a pagar o carro. Todavia, o sistema não permitia que eu pagasse o carro, pois afirmava que “não é possível gerar o boleto, pois existem pagamentos em situação de bloqueio”. Fui ao Banco RCI, que é uma interface do Santander, e pedi o boleto. Eles se resumiram a pedir o cpf e senha. Logaram no mesmo sistema que eu e disseram que não poderia gerar o boleto, pois estava “bloqueada”. No atendimento online da companhia somente consta em qualquer hora do dia algo como “atendemos apenas em horário comercial”. Cara, esse chat nunca funcionou. Liguei, disseram que não poderia gerar o boleto e que eu teria que falar com uma assessoria. A assessoria só me gerava o boleto pelo valor integral nominal. Ou seja, eu devia 20 parcelas de R$ 700,00 e eles cobravam R$ 14.000,00. Eu não tinha o dinheiro para quitar e não conseguia pagar as parcelas atrasadas. Resolvi aguardar o meu dinheiro sair, afinal faltava apenas bloquear os valores no Bacenjud.

Agora, voltando a história para terça, o oficial de justiça levou o meu carro. Enquanto meu carro estava sendo levado eu liguei pra corretora e eles disseram que queriam R$ 19.600,00 para resolver amigavelmente. Agradeci profundamente ter saído fora da PF. Cara, sempre pensei que era bobagem agredir o portador de más notícias, mas naquele momento, se eu tivesse a minha Glock, tenho certeza que não sobraria muita gente de pé. O tribunal de justiça e um juiz corrupto, concedeu a busca e apreensão do meu carro em 7 dias. Ou seja, na semana anterior eles peticionaram e, todo dia o processo tinha um movimento. Na semana seguinte, bang! Meu carro já era. Tempo record. Como instantaneamente a seguradora já sabia que o carro estava com a injustiça? Como ela conseguiu esse feito sem ter sequer uma notificação pra mim? Se tivessem me notificado, eu teria pagado no ato.

A financeira levou 7 dias para executar seu título. Eu contra uma financeira estou a 10 anos brigando na justiça e há meses tentando executar. A própria financeira me disse que não quer entrar mais com recurso, que vai esperar o juiz bloquear e pagar. Cadê o juiz meu irmão? 7 dias em favor de um banco 10 anos contra? A inJustiça canarinha parece não estar do lado de quem anda de chinelo. Segundo meu advogado, os “ministros da justiça” decidiram que quem atrasa, tem que pagar tudo (Recurso Especial 1.418593/MS). Segundo o direito, se um juiz decide, é justo, é justiça, está correto. O correto seria trazer esses R$ 14.000,00 a valor presente. Chutando um valor, seria algo próximo de R$ 10.000,00. O juiz quer que eu pague o valor nominal e se eu não em 5 dias, poderão leiloar o meu carro. O detalhe que eu paguei no carro R$ 40.000,00. Dei de entrada R$ 20.000,00 e financiei o resto. Paguei mais da metade das prestações. Será que esse carro não é mais meu que da financeira? Será que não seria mais justo me notificar para que eu pagasse e não fosse necessário chegar a esse ponto? Será que o setor contadoria do Tribunal de Justiça não merece algum trabalho para calcular essas parcelas?

Procurei um advogado para fazer depósito judicial (não vou pagar R$ 19.000,00). No cálculo, tenho que pagar R$ 16.600,00 (R$ 14.000,00 + outros custos). Além disso, vou pagar R$ 2.000,00 para o advogado. No final, “economizo” R$ 1.000,00. Vou pagar agora pela manhã e de tarde, meu advogado entranha no processo. Vamos ver a velocidade para me devolverem o veículo.

Sério, não foi problema levarem o meu carro por eu estar inadimplente. Foi a forma como isso foi feito, as condições e os valores são, simplesmente, a legalização da falta de caráter. Sem notificação, desconsiderando o valor presente da dívida, sem me dar condições de eu ter adimplido meu contrato, uma vez que não me deram o boleto e se eu não pagar em 5 dias, venderão o meu carro. Se eu quiser entrar com o recurso e perder, fico sem o carro. Ou seja, terei que pagar e “concordar” com a decisão do juiz. Chega de falar sobre isso. Novamente, senti a falta da reserva de emergência. Enfim.

Anúncios

3 comentários em “Terça Insana. Perdi meu carro na (in)Justiça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s