Este texto é para iniciantes. Se você já tem alguma noção, não precisa lê-lo. Serão introduzidas a ideia de análise vertical da DRE e os conceitos da margem bruta, ebit e líquida, bem como como obter o lucro por ação.

As ciências contábeis nos proporcionam várias demonstrações, métodos e técnicas para a mensuração e evidenciação do patrimônio das entidades. Este post trata especificamente da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), que é o relatório que exibe o desempenho da companhia.

Basicamente, a DRE é composta de todas as receitas e despesas que compõem o lucro ou prejuízo das entidades. Como se pode presumir, receitas menos despesas resultam o lucro.

Receitas
(Despesas)
=Lucro

Esse é o básico. A DRE responde qual o lucro ou prejuízo de um exercício social. Na bolsa de valores, a Bovespa, o exercício é de um ano, mas as empresas são obrigadas publicar trimestralmente as suas demonstrações contábeis. Assim, é possível acompanhar a sua posição financeira constantemente.

O básico é bem básico mesmo. Porém, a DRE vai muito além do lucro. Ela evidencia o desempenho de forma detalhada, o que possibilita o surgimento de análise de vários indicadores de desempenho, como lucro por ação, margem bruta, margem líquida, ebit, ebitda e outros.

De forma mais detalhada,

Receita Bruta de Vendas
(Devoluções)
(Impostos sobre a venda)
(Abatimentos)
=Receita Líquida de Vendas

Aqui já é possível vislumbrar que nem tudo que é vendido vai para o caixa. Ora, quando se devolve um produto, não se fica com o dinheiro. Quando há impostos sobre a venda, deve-se registrar que nem tudo aquilo vai ser utilizado para os custos da empresa, mas que parte vai para o custei do máquina pública. Quando há abatimentos, também conhecidos como descontos incondicionados, ocorre uma diminuição da intenção de receita. Ou seja, a receita líquida diz muito mais que a receita bruta.

Receita Líquida de Vendas
(Custo das Mercadorias Vendidas)
=Lucro Bruto

Agora as coisas começaram a ficar interessantes. Perceba o óbvio, se a receita líquida for bem maior que o custo da mercadoria vendida (CMV), o lucro será grande. O detalhe é que a receita é feita com a venda dos produtos que originam o custo. Por exemplo, se eu vendo uma bicicleta por R$ 150,00 e o seu custo é de R$ 100,00, eu tenho R$ 50,00 de lucro. Todavia, se eu vendo uma bicicleta por R$ 5.000,00, mas o seu custo é de R$ 4.500,00, eu tenho R$ 500,00 de lucro.

Qual foi a melhor venda? Depende. Qual o volume de vendas de cada uma? A primeira teve R$ 50,00 de retorno e a segunda, R$ 500,00.Qual foi a receita de cada uma? Se eu vendi dez (10) bicicletas de R$ 150,00 com receita de R$ 1.500,00 e tive o lucro de R$ 500,00, fui bem melhor do que se tivesse vendido apenas uma bicicleta de R$ 4.500,00 com receita de R$ 5.000,00 e lucro de R$ 500,00 (ver os custos das mercadorias no parágrafo anterior). É para isso que serve a Margem Bruta. Dividindo-se o lucro bruto pela receita líquida tem-se a margem bruta. No primeiro caso é de 33% e no segundo, de 10%. Se o volume é igual, quanto maior a margem, melhor.

Lucro Bruto
(Despesas Administrativas)
(Despesas com Vendas)
Receitas Financeiras
(Despesas Financeiras)
=Lucro antes do IR e da CSLL

Nessa parte do DRE há vários detalhes interessantes. A classificação das despesas pode mudar, mas a essência será a mesma. A partir do lucro bruto são deduzidas as despesas administrativas, que são ligados aos setores administrativos, as despesas com vendas, que pode ser separada ou não das despesas administrativas e as despesas financeira, que ser deduzida somente se for maior que a receita financeira. Se a receita financeira for maior que a despesas financeiras, ocorre a adição do resíduo ao lucro bruto.

A margem EBIT (Earns Before Incomes and Taxes) é o indicador da margem operacional. Tal margem é obtida dividindo-se o LAJIR (Lucro antes do IR e da CSLL) pela receita líquida. Desse modo, a margem EBIT traz uma informação diferente da margem bruta. Enquanto a bruta considera apenas o efeito do custo da mercadoria vendida sobre a receita líquida, a EBIT também considera as despesas da máquina de vendas, a entidade.

É possível vislumbrar uma companhia que uma margem bruta pequena e uma margem EBIT grande, devido à possibilidade de ter uma grande receita financeira. Isso normalmente ocorre com empresas de grande porte que, em um momento de crise conjuntural, preferem alocar o patrimônio em investimentos financeiros em vez de produzir. Ora, se investindo eu obtenho mais dinheiro que produzindo e vendendo a produção, para que ter esse esforço?

=Lucro antes do IR e da CSLL
(Provisão para IR e CSLL)
=Lucro Líquido Antes das participações
(Debenturistas, Empregados, Administradores, Partes Beneficiárias)
=Lucro líquido do exercício

São descontados o IR e a CSLL para se chegar ao lucro antes das participações. Descontadas as participações, então, chega-se ao lucro líquido do exercício, que dividido pelo número de ações emitidas pela companhia, chega-se ao LPA (Lucro por Ação).

Por experiência própria, não basta apenas ler os conceitos e indicadores, mas deve-se fazer uma reflexão sobre o que todas essas coisas representam. Num outro post, apresentarei a análise horizontal, que analisa o desempenho da empresa no tempo. Essa análise é bem utilizada para fazer projeções das receitas, margens e lucros. Obrigado por ler.

Anúncios

6 comentários em “Como analisar DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)

  1. Cara vi que vc aplica em ETFs. Uma coisa que tá mim preocupando em investir nesses fundos é o imposto de renda feita pelo próprio investidor. É tranquilo para se fazer isso no momento da venda?

    Curtir

    1. Oi Alison, obrigado pela visita. Veja, encontrei um link que pode te ajudar: http://www.blogdoinvestidor.com.br/investimentos/como-declarar-os-etf-no-imposto-de-renda/. De fato, é bem simples. Todavia, não pense nisso se o seu caso é acumulo de patrimônio. Anualmente declare os valores que você tem e ponto. Venda só na sua aposentadoria. É isso que pretendo fazer. Por isso ETFs são bacanas. Eu não preciso me preocupar em olhar relatórios, uma vez que eles não vão quebrar. Assim, não preciso girar o meu patrimônio.
      Abraço!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s